FECHAR
Popup
 
 
 
  • 18 Aparições

    18 Aparições

    1ª Aparição: 11 de fevereiro - Bernadette vai com a irmã Toinette e uma amiga apanhar lenha à beira do rio Gave. Apenas a menina sente um rumor, como uma “rajada de vento” e ao olhar para a gruta natural na rocha Massabielle, vê uma “senhora vestida de branco, tem um vestido alvo, um cinto azul e uma rosa amarela em cada pé, da mesma cor da corrente do terço”. Ela faz o sinal da cruz e Bernadette repete o gesto;
    2ª Aparição: 14 de fevereiro - Bernadette lança água benta e suplica “se é enviada por Deus, pode ficar, senão, vá-se embora”. A senhora apenas sorri e Bernadette começa a rezar;
    3ª Aparição: 18 de fevereiro - Bernadette pede que a Senhora escreva o nome. Pela primeira vez Nossa Senhora reponde, em dialeto: “não é necessário...Quer ter a gentileza de vir aqui durante quinze dias...? Não lhe prometo a felicidade neste mundo, mas no outro”. Corre o boato que Bernadette vê a Virgem Santíssima;
    4ª Aparição: 19 de fevereiro - oito pessoas estavam presentes;
    5ª Aparição: 20 de fevereiro - mais 30 pessoas;
    6ª Aparição: 21 de fevereiro - 100 testemunhas observam a vidente. Bernadette é interrogada pela polícia e é proibida de voltar ao local das aparições;
    7ª Aparição: 23 de fevereiro - Bernadette volta a Massabielle. Lá está a Senhora e 150 curiosos;
    8ª Aparição: 24 de fevereiro - 300 pessoas rodeiam Bernadete “A Senhora disse-me: Penitência, Penitência, Penitência” e, depois “Reze a Deus pela conversão dos pecadores”...Vá beijar a terra como ato de reparação pelos pecadores”;
    9ª Aparição: dia 25 de fevereiro – Bernadette repete os gestos de penitência da véspera, levanta-se repentinamente e dirige-se ao rio Gave. Pára bruscamente, volta para trás, e ajoelha-se no lado esquerdo da gruta. Escava um buraco, que começa a encher de água lamacenta. Tenta beber dela, por três vezes, mas rejeita porque está muito suja. Na quarta vez engole uma boa quantidade. Depois lava a cara e leva um punhado de erva à boca. As cerca de 350 pessoas que viram a menina desfigurada pela lama e a mastigar erva, ficaram escandalizadas. Ela faz o que “Acquerò” lhe pede “vá beber à nascente e lave-se lá”;
    10ª Aparição: 27 de fevereiro;
    11ª Aparição: 28 de fevereiro;
    12ª Aparição: 1º de março - Catherine Latapie recupera o uso da mão paralisada, após mergulhar na água da nascente;
    13ª Aparição: 2 de março – Bernadette passa ao padre o seguinte recado da Senhora: “Que venham aqui em procissão e que façam aqui uma capela”. Não acreditando ele pede que peça à Senhora como se chama;
    14ª Aparição: 3 de março - três mil pessoas vão até a gruta. Bernadette volta ao padre e diz: “A Senhora continua a pedir uma capela”. Enfurecido, insiste “que diga como se chama” e acrescenta “e que faça florir a roseira da gruta”;
    15ª Aparição: 4 de março – Último dia da quinzena e mais de oito mil pessoas aguardam pela vidente. Espera-se um milagre que não se verificou. Bernadette cumpre todos os pedidos, precedentemente feitos pela visão: avança de joelhos até à nascente, bebe, lava-se, beija a terra pelos pecadores. A êxtase dura quase uma hora;
    16ª Aparição: 25 de março - Bernadette vai à gruta às cinco da manhã e mais uma vez pede: Por favor, senhorinha, quer ter a bondade de me dizer quem é Vossemecê?” Nossa Senhora apenas sorri. E ela insiste. Então “Acqueró”, une as mãos e, levantando os olhos para o céu, diz em dialeto: “Sou a Imaculada Conceição”;
    Doze dias se passaram sem nada acontecer.
    17ª Aparição: 07 de abril - na gruta, em êxtase, Bernadette não percebe que a luz da vela lhe queima os dedos durante 10 minutos. Um incrédulo doutor verifica que não há queimadura nas mãos da menina e é um dos primeiros a converter-se. Iniciam as curas e as autoridades proíbem o acesso à gruta;
    18ª Aparição: 16 de julho - Bernadette vai frente à gruta, do outro lado do Gave, e vê pela última vez a sua Senhora: “Nunca a vi tão bonita”.