Beato Carlo Acutis (ANSA)
8 dados fascinantes da vida de Carlo Acutis
Crédito da foto - Vatican News - PT

Faltará apenas mais um degrau para tornar-se santo. O primeiro milagre que ele realizou foi no Brasil, em Campo Grande (MS). Apresentamos oito dados fascinantes sobre sua vida.

1- Tinha uma predisposição natural ao sagrado
Antonia Salzano, mãe do beato, afirmou ao jornal Corriere della Sera que em seu filho havia uma predisposição natural para o sagrado e que aos três anos o pequeno Carlo começou a pedir que ela o levasse à igreja para saudar Jesus e costumava pegar flores para levar à Virgem. Além disso, aos sete anos, pediu para receber a Eucaristia e fez a primeira comunhão. Carlo me salvou. Eu era analfabeta na fé”, afirmou a mãe.

2- Sua babá polonesa encorajou sua vida de fé
Assim, a mãe relatou que nem ela nem o marido eram católicos praticantes, porém, o menino descobriu a fé graças a sua babá polonesa, uma católica muito devota de São João Paulo II. A jovem se chamava Beata.

3- Foi voluntário em refeitórios sociais
Pelas tardes, costumava sair para levar comida e bebidas quentes às pessoas em situação de rua. Seu exemplo converteu um funcionário de sua família que era hindu ao catolicismo.
A mãe relatou que Carlo servia “nas mesas dos pobres, das Irmãs de Madre Teresa de Calcutá em Baggio e dos Capuchinhos onde era voluntário”.

4- Previu sua própria morte
A mãe relatou que “poucos dias depois do funeral, ao amanhecer fui acordada por uma voz: ‘Testamento’. Fiz uma revisão em seu quarto, estava pensando em encontrar algum escrito. Nada. Liguei o computador, o instrumento que ele preferia. Na área de trabalho havia um pequeno vídeo gravado por ele mesmo em Assis três meses antes: ‘Quando eu pesar 70 quilos, estou destinado a morrer’”.

5- Previu que sua mãe teria gêmeos
Carlo, que era filho único, previu que sua mãe teria gêmeos, embora estivesse prestes a completar 40 anos. Em 2010, quando Antonia Acutis tinha 43 anos, deu à luz uma menina e um menino: Francesca e Michele.

6- Seu corpo foi encontrado incorrupto
Sua mãe revelou que em 23 de janeiro de 2019, mais de dez anos após sua morte, seu corpo foi encontrado incorrupto.
“Eu estava lá e meu marido não queria ver. Ele ainda era nosso garoto alto de 1,82, só tinha a pele um pouco mais escura, com todos os cabelos pretos e cacheados.
Em declarações a ACI Prensa/EWTN, o reitor do Santuário do Despojamento de Assis, Pe. Carlos Acácio Gonçalves Ferreira, destacou que atualmente o corpo “está muito completo, não intacto, mas completo. Preserva todos os órgãos”.
“Já fizeram trabalhos sobre o rosto, mas o bonito é que pela primeira vez na história será possível ver um santo vestido de calça jeans, tênis e moletom. Isso é uma grande mensagem”, acrescentou.

7- Pediu para ser enterrado em Assis
A mãe de Carlo contou ao Corriere della Sera que a família “tinha uma casa em Umbria. Uma placa indicava que novos espaços estavam à venda no cemitério comunitário. Perguntei a Carlo o que pensava. “Seria muito feliz em terminar aqui”. Seu corpo intacto foi posteriormente levado para o Santuário do Despojamento, onde agora os fiéis poderão venerá-lo para sempre”.

8- Seu coração conserva-se em uma custódia
Seu coração está preservado em uma custódia na Basílica Papal de São Francisco de Assis. A mãe de Carlo disse ao jornal italiano que após a morte de seu filho “queríamos doar seus órgãos, mas não foi possível, disseram-nos que estavam comprometidos pela doença. No entanto, e em um belo paradoxo, o coração estava perfeito e ficará em uma custódia na Basílica papal de São Francisco de Assis”.

Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Nathália Queiroz.


 
Indique a um amigo
 
 
Notícias relacionadas