Campanha da Fraternidade 2020

Na Diocese de Caxias do Sul, o bispo Dom José Gislon, concederá uma coletiva de imprensa, às 9h, no Bispado.
Neste ano, a ação nos convida a olhar, de modo mais atento e detalhado, para a vida. A proposta foi inspirada pelo lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34). O trecho, extraído da Parábola do Bom Samaritano, encoraja, a partir de Jesus Cristo, a servir com espírito de humanidade, cuidado e amor para com o próximo, sementes de fraternidade.
Uma das representações de “bom samaritano dos nossos tempos” é a Santa Dulce dos Pobres, o Anjo Bom da Bahia. Por isso, sua imagem é apresentada em perspectiva de destaque no cartaz. Na ilustração, as pessoas que a cercam simbolizam uma população vulnerável, que clama por vida em plenitude. É possível perceber também a pluralidade que engloba diferentes faixas etárias, etnias e outras particularidades típicas de uma população multicultural, em um país com dimensões continentais como o Brasil.
O cenário escolhido para a composição do desenho foi o bairro do Pelourinho, localizado na capital do estado da Bahia, Salvador, berço de nascimento de Santa Dulce, representação de um Brasil de tantos lugares e culturas. As pessoas estão na rua, área comum de encontro e convívio, mas também onde se vivenciam dores e angústias.
Fonte CNBB

 
Indique a um amigo
 
 
Notícias relacionadas