FECHAR
Popup
 
 
 
Eucaristia e Oração Penitencial em tempo de Coronavírus

Assistimos nos últimos dias a mobilização mundial em favor da superação da pandemia provocada pelo Covid-19 (Coronavírus). Ainda não havíamos escutado falar deste vírus avassalador, que provocou tantas mortes e que ainda vem gerando tanto espanto em um mundo, marcado por tantas transformações, sobretudo no campo do cuidado da pessoa.
Diante desta situação, como cristãos, somos desafiados a superar este momento a partir da esperança que nos vem da fé e do Evangelho.
Neste ano somos chamados a viver o Tempo Quaresmal de um outro modo. Certamente, o isolamento social, pedido pelas nossas autoridades sanitárias, nos impossibilitará de celebrar em nossas comunidades dois sacramentos muito caros para os cristãos, a eucaristia e a reconciliação.
Todavia, se não podemos estar unidos fisicamente em comunidade, com a força da oração estaremos conectados, formando uma grande corrente de oração. E ajudados pelos meios de comunicação, poderemos alimentar, no aconchego de nosso lar a fé e o nosso espírito de comunidade.
Recolher-se em nossas casas se faz necessário, para que a vida aconteça entre nós e aconteça de um modo abundante.
Agora é hora de vivermos mais intensamente a prática de sermos também uma Igreja doméstica. Por isso, auxiliados pelos meios de comunicação poderemos acompanhar a celebração da eucaristia. Desfrutando assim, da oportunidade de escutar a Palavra Deus, meditá-la e encontrar nela ânimo e coragem para superarmos este hoje que nos abala, mas que não deve nos derrubar.
Não podemos permitir, que nossa fé seja roubada. Agora é hora de semearmos esperança, mesmo não podendo estar presente fisicamente, na vida de nossos irmãos e irmãs, sobretudo daqueles que vivem a dor de terem contraído o coronavírus.

Para bem acompanhar a Eucaristia em sua casa, procure:

Criar um ambiente silencioso, reunindo aqueles que residem em seu lar, sem criar um aglomerado de pessoas.
Acompanhe cada momento da celebração, tendo em mente que você se une a tantas outras pessoas, que neste tempo de pandemia, através dos meios de comunicação formam um só corpo e em um só espírito, para fazer chegar ao coração do Pai, um grande pedido: ajuda-nos Senhor a superar esta situação sanitária, sem perdermos a confiança de que o nosso amanhã será diferente, do hoje marcado por tantas dores.
Mesmo não tendo a oportunidade de receber a comunhão, agradeça ao Senhor pela eucaristia celebrada na intenção de todos que a acompanha. Não tenha medo de dizer ao Cristo, o que disseram os discípulos de Emaús: “Fica conosco Senhor, pois a noite já chegou”.

Sacramento da Reconciliação

O Tempo Quaresmal também nos exorta a celebrar o sacramento da reconciliação. Este ano, diante da impossibilidade de nos apresentarmos diante de um sacerdote, para celebrar tal sacramento, somos chamados:
No silêncio da nossa oração pessoal, apresentarmos ao Senhor as nossas incoerências frente a vivência do Evangelho, com um desejo sincero de vivermos como novas criaturas.
A nossa oração pessoal penitencial pode começar com a meditação do Sl 50.
Momento de diálogo com Deus, onde apresentamos a Ele, na nossa liberdade de sermos seus filhos, os nossos pecados.
Todavia, não basta apresentar ao Senhor as nossas incoerências é preciso também pensar nas novas atitudes que devemos e queremos ter.
A nossa oração pode finalizar com uma prece de louvor, ajudados pelo Sl 150, celebrando a alegria da presença misericordiosa de Deus em nossas vidas. Esta oração, em um tempo de isolamento social necessário, nos ajudará quando a pandemia passar, a celebrar o sacramento da reconciliação, nos apresentando a um sacerdote, como um momento especial de mudança profunda de vida, que nos conduz a ter gestos que provocam e concretizam plenamente entre nós, o Reino de Deus.

O momento que vivemos pede de todos nós novas atitudes
As Eucaristias que acompanhamos pelos meios de comunicação e as nossas orações pessoais penitenciais devem despertar em nós comportamentos que nos ajudem, como homens e mulheres de fé, a superarmos esta pandemia, sem nos deixarmos consumir por ela.
É hora de viver a caridade, praticando o mandamento do amor.
De nos sentirmos corresponsáveis um pela vida do outro, seguindo as orientações dadas, por aqueles que buscam caminhos salutares, para superarmos os males criados por tal enfermidade.
O momento pede também compreensão de nós mesmos e dos outros, a fim de nos animarmos mutuamente.
Exercitaremos o companheirismo, que nos ajudará a atravessar este vale de lágrimas, sem perdermos a esperança.
Por fim, é hora de viver a compaixão, dividir a dor do próximo e ajudá-lo a superá-la na alegria e na força do evangelho.
Certamente não sairemos os mesmos deste momento. Sairemos sim, mais humanos, pois os inúmeros gestos de cuidado e auxílio aos homens e mulheres acometidos por este vírus têm nos ensinado que, na fraternidade e no respeito à pessoa, encontramos um caminho plausível para a construção de uma nova humanidade.
Continuemos unidos, em um só coração, formando uma grande corrente de oração.

Dicas para participar da missa pela TV, rádio ou internet

Neste momento em que as igrejas de todo o Brasil tiveram suas celebrações suspensas em razão dos cuidados necessários para evitar a propagação do coronavírus, é cada vez mais urgente a união de todos por meio da oração rezando em intenção das famílias, pelos idosos, pelas pessoas que estão precisando sair de casa para trabalhar, pelos profissionais da saúde e pelos governantes.
“Agora é hora de vivermos mais intensamente a prática de sermos também uma Igreja doméstica. Por isso, auxiliados pelos meios de comunicação poderemos acompanhar a celebração da eucaristia. Desfrutando assim, da oportunidade de escutar a Palavra de Deus, meditá-la e encontrar nela ânimo e coragem para superarmos este hoje que nos abala, mas que não deve nos derrubar”, explicou o missionário redentorista, padre Rodrigo Arnoso.

Segue algumas orientações importantes para bem acompanhar as celebrações eucarísticas de casa, através dos meios de comunicação:

1 Tenha em mente que não é uma transmissão qualquer, é a santa missa, celebração do Cristo que está vivo e presente no meio de nós;

2 Tire o pijama, prepare o ambiente do seu lar. Monte um cantinho da sua casa com a bíblia aberta no evangelho do dia, coloque um crucifixo e acenda uma vela;

3 Desligue tudo que pode tirar a sua atenção no momento da santa missa como: celulares, campainha e não deixe nada com o fogo aceso no fogão;

4 Reúna a família para rezar, prepare os assentos diante da televisão, computador ou mesmo posicione o seu celular de forma que possa acompanhar este momento celebrativo com tranquilidade e atenção;

5 Minutos antes da celebração silencie seu coração, apresente suas intenções para a santa missa;

6 Participe da celebração cantando junto, respondendo as orações. Coloque-se de pé ou de joelho nos momentos em que somos convidados a esta ação praticada como de costume;

7 Acompanhe as leituras e o evangelho no folheto, celular ou na bíblia, deixando tudo separado antecipadamente;

8 No momento da liturgia eucarística ajoelhe-se, é Cristo presente com o seu corpo, sangue, alma e divindade;

9 Comunhão Espiritual - Com fé peça que Jesus venha morar em seu coração, o acolha e aproveite este momento para manter a sua alma unida a Cristo;

10 Ao fim da celebração faça o sinal da cruz e agradeça a Deus pela graça de celebrá-lo.

Fonte: www.a12.com

 
Indique a um amigo
 
 
Notícias relacionadas